Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Estudando Comunicação XV

Parabéns minha Irmã!!

Imagem
Vitória de José com o resultado positivo no vestibular de medicina, o casamento de Gilvany com Angélica, e agora, a formatura de Evanda. Foram os últimos eventos de alegrias e de reencontros vividos pela minha família. Daqui de Roma, busco criar as fantasias necessárias para me fazer presente, sobretudo, nesses eventos inéditos que marcam a história da família. As imagens que construo daquilo que imagino, me fazem viver com saudade e realismo tudo o que acontece.Sábado, 21, foi a missa de formatura. Imaginei a alegria de meus pais, dos meus irmãos, de Valdinho, da Sobrinha e, sem explicação, da estrela da noite: Evanda Maria de Freitas Chaves. No domingo foi a festa, o baile de formatura. Evanda procurou o tempo justo para continuar os seus estudos. Lendo a sua vida, a partir do seu contexto familiar, histórico e social, ela percebeu que, para responder às exigências da realidade em que vive, não seria justo acomodar-se com o ensino médio. Daí, consciente dos desafios que a sociedade …

Para que serve a FAO?

Imagem
O que é a FAO?La FAO (Food and Agriculture Organization, ou Organização das Nações Unidas para a alimentação e agricultura) é uma agência especializada da ONU, formada por 191 países, que tem o mandato de combater a fome, aumentar a produtividade agrícola, melhorar a vida da população rural e contribuir com o crescimento económico mundial.Quando nasceu?Com sede em Roma, A FAO foi instituído no final de Primeira Guerra Mundial. Depois de muitas conferências promovidas pelo governo americano, nasce formalmente em Quebec (Canadá) em 16 de outubro de 1945 com a participação de 44 países, com sede em Washington.Por que a fome no mundo não está diminuindo?Os que passam fome no mundo aumentaram para 9% em 2008, chegando a 1,02 bilhão, o nível mais alto desde 1970. Atualmente, o objectivo geral da FAO é afrontar esse problema, apresentando políticas públicas para a superação da fome.Infelizmente, os países ricos não revelaram nenhum interesse pelas 17.000 pessoas que morrem de fome a cada di…

Estudando Comunicação XIII

Pe. Guido: o homem da caridade, um exemplo de padre em escassez

Imagem
Pe. Guido Tonelotto, nasceu em Corcordia, província de Veneza, Itália, no dia 3 de fevereiro de 1920. Filho de José Tonelotto e da Costureira Maria Sandro, ambos naturais da Itália. De uma família de três irmãos, Guido entrou no seminário com 12 anos de idade, concluiu os estudos de filosofia e teologia no instituto Salesiano em Pádua, e, em 1948, foi ordenado padre pela Congregação Salesiana.Chegou ao Brasil em 1955, para assumir a direção do Colégio Salesiano de Carpina - PE. Em 1958 foi enviado a região norte do país. Lá dirigiu o Colégio Salesiano de Belém e Manaus. Desempenhando seu ministério com zelo sacerdotal, Pe. Guido foi convocado por seus superiores para retornar à Roma, onde dirigiu o Centro de Formação de Leigos para América Latina.Convicto de sua paixão pelos pobres, especialmente, pelas crianças marginalizadas, volta para o Brasil em 1973. A convite de Dom Gentil, assume a paróquia de Martins em 1978. Quatro anos depois, transfere-se à paróquia de São José em Mossor…

História do Jornalismo - Parte II

Imagem
O jornalismo moderno nasceu com o uso dos caracteres móveis de Johann Gutenberg no século XV. Nascia assim, “o homem tipográfico”.Fatos e idéias eram condivisos por meio do jornal estampado. Abria-se horizontes completamente novos. O conhecimento se amplia e, portanto, acessível a um publico decisivamente vasto em relação ao período dos trabalhos manuscritos. Além do mais, o jornal chamou rapidamente a atenção das autoridades civis e religiosas. Eles o viram como um novo instrumento para usufruir em benefício dos seus interesses, mas, sobretudo, vira-o como uma forte ameaça por causa da sua capacidade de difundir entre a população, idéias e informações indesejadas. Portanto, em confronto com o jornal, o poder criou e institucionalizou um sistema de controle rígido e estruturado, baseado sob dois pilares: o privilégio e a censura. Não existia liberdade de escrever em jornal até o final do século XVIII. Tudo o que era publicado deveria ser subordinado ao controle dos órgãos, formados p…

Brasil, para onde vai?

Imagem
Penso que seja de interesse nosso, o atual quadro demográfico do país. A velhice começa a ocupar uma percentagem assustadora.Em breve, começará a regressão, isto é, a taxa de natalidade menor que a de mortalidade. Os dados abaixo são do jornal online Correio do Brasil.O número de idosos com mais de 80 anos crescerá 6% ao ano (hoje, aumenta 4% ao ano), enquanto haverá queda de fecundidade e a população total começará a diminuir. Em 2010 começará a decrescer a faixa entre 15 e 29 anos. São dados da pesquisa de Ana Amélia Camarano, do Ipea.Na década de 1980, acreditava-se que a população brasileira chegaria aos 200 milhões em 2000. Não chegou. Hoje, somos 190 milhões. Devido à queda de fecundidade - hoje, de 1,8 filho por mulher - só atingiremos aquele patamar em 2020. Em 2030 o Brasil terá 206,8 milhões de habitantes. Dez anos depois cairá para 204,7 milhões.Tais mudanças terão impacto na previdência social, que hoje dá cobertura a 60% da força de trabalho do país, sem, no entanto, alca…

Jornalismo na era digital. O que muda?

Imagem
Algumas personalidades do mundo da comunicação digital partilharam suas experiências profissionais nos três dias do 3º Seminário internacional de jornalismo on-line em São Paulo - SP de 27 a 29 de outubro. Participei na integra das exposições e debates via online e apresento em síntese, alguns pontos relevantes dos conferencistas. Com a crescente participação das pessoas nas chamadas mídias sociais, houve consenso em que mais do que relatar, os jornalistas terão de interagir com o seu público. Um dos mais críticos a esse respeito foi Joshua Benton, jornalista investigativo e diretor do Nieman Journalism Lab, da Universidade de Harvard, para quem os jornalistas terão de perder a sua arrogância e agirem como seres humanos. “Os jornalistas online têm de encarar o leitor em primeira pessoa e dizer: ‘isto nós sabemos e isto nós não sabemos".Outro tema abordado com frequência foi a sobrevivência da mídia em papel e como ela é hoje, frente ao avanço das tecnologias digitais. Via de regr…

Estudando Comunicação XII

Como nasceu o Jornalismo?

Imagem
I PARTEOs estudiosos apontam como pioneiro, o “Acta Diurna” no ano de 59 A.C em Roma. Era um informativo que elencava os fatos importantes que aconteciam no governo de Júlio César, os julgamentos e os eventos esportivos.Na China, no século VII D.C, existiam publicações regulares de notícias vindas do governo.Porém, as raízes históricas da produção dos meios de informação no sentido próprio se colocam em um contexto bem definido: entre os séculos XV e XVI na zona economicamente e socialmente mais desenvolvida da Europa.Precisamente, o jornalismo, em nível mundial, nasce em Veneza, Itália.Veneza, ponto de negócio, cidade portuária, era a região mais ativa do ponto de vista econômico.Antes da identificação com o nome de "Jornal" existiam os "avisos" que serviam para recontar os fatos que aconteciam no porto de Veneza e também, serviam para se defenderem dos ataques do piratas, orientando os marinheiros para mudarem de rota.A era do jornal moderno nasce com Johann Gute…

Quadro dos Imigrantes em Itália: Conhecimento e solidariedade

Imagem
Foram apresentados no mês de outubro pela Caritas da diocese de Roma os dados estatísticos sobre a realidade dos imigrantes na Itália neste ano de 2009.Esses dados são uma resposta ao atual sistema político, econômico e cultural da Itália que, nos últimos anos, fomentam atitudes de exclusão e racismo.O atual ministro, Silvio Berlusconi, conceitua os imigrantes como os principais responsáveis pela criminalidade, pelo desemprego e, em parte, pelo terror da crise econômica na Itália. Em agosto deste ano, o governo aprovou uma lei que dá direito aos policiais de punir todo imigrante irregular, isto é, aqueles que estão com documentação fora do prazo de validade ou que estejam sem documentos, etc.Com essa lei, conhecida como "il pacchetto di sicurezza", aumentou mais ainda a discriminação e o preconceito com os imigrantes na cultura italiana.Penso que a causa maior desse terrorismo contra os imigrantes seja a ignorância, a pobreza de humanidade e, acima de tudo, a falta de con…

Estudando Comunicação XI