Postagens

Defesa da Tese de Doutorado

Imagem
Dia 18 deste, às 17h, defendi a minha tese de doutorado em Ciências da Comunicação Social, na Universidade Pontifícia Salesiana, em cotutela com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Estudei o fenômeno da “autocomunicação de massa” nas redes digitais e a sua influência no processo de aprendizagem dos estudantes de Jornalismo da UERN e da UFRN e os de Marketing da FAFIC, em Cajazeiras, PB. 
O passo seguinte será a publicação do resultado da pesquisa em livro impresso e digital e também em uma sequência de artigos aqui no blog “Comunicar é preciso”. 
A minha banca foi composta por 5 membros, porém, apenas um deles, a professora Socorro Veloso, falou em língua portuguesa. Os demais em italiano e espanhol. Compartilho, portanto, a fala em português da professora Socorro, minha orientadora pela cotutela UPS-UFRN. 



Palavras de agradecimentos
O desenvolvimento desta tese não foi apenas um percurso individual feito em três anos. Corresponde a esforços e engajamentos conjuntos, realizados…

#2018 em 5 passos

Imagem
Próximo ano celebro 10 anos de “comunicar é preciso”, nome que dei ao meu blog pessoal, espaço onde antes publicava com frequência minhas percepções, viagens, insônias, coisas minhas, sem pensar em nenhum público específico, apenas como repositório aberto de algumas memórias e reflexões. 

Depois, percebi que muito daquilo que publicava interessava também a outros leitores. Prova disso é que até hoje este blog já recebeu mais de 97 mil visualizações. Escrevi muito este ano, não aqui, mas na elaboração da tese de doutorado, ainda em processo, com previsão de ponto final em junho do próximo ano. A minha vida estudantil e minhas prioridades em outras mídias digitais, sobretudo Twitter (@talvacy) e WhatsApp, terminaram colocando este blog no final da fila.
Hoje, 31 de dezembro, em Roma, volto aqui para registrar em 5 passos os acontecimentos mais importantes na minha vida neste ano de 2018. Deixo de lado eventos relevantes no mundo eclesial e político, falo noutra ocasião.

1. Um pesquisador p…

Você pode ser um autocrata, um ignorante ou um besta qualquer, NUNCA um democrata

Imagem
Você, isso mesmo, você de direita, do centro ou de esquerda que quer ganhar do seu adversário usando a arma da violência, do ódio, do moralismo religioso, você que se reveste do discurso neopopulista reacionário e/ou revolucionário, você pode ser tudo, menos um democrata ou um defensor da democracia. 
Não só você era um ignorante, eu também. Eu pensava que democracia era a arte de guerrear, de transformar o adversário em um inimigo, de incitar dois projetos com sentimentos antagônicos: o do bem e o do mal, do positivo e negativo. Foi a busca pelo conhecimento autônomo que me fez sair dessa visão simplista das coisas. Somos muito maior do que qualquer percepção dualista da realidade, professada pelas instituições de plantão. 
Somente o conhecimento pode nos libertar. Por coerção ou por opção, cada um tem uma bolha de conhecimento. Cada um pensa e age a partir da bolha política, religiosa, familiar, cultural que vive. Por isso, a percepção da realidade é subjetiva, cada um tem a sua. Par…