Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Padres de outrora

Imagem
No vídeo abaixo, quatro padres italianos falam de suas motivações e experiências vividas na segunda metade do século XX no nordeste do Brasil, precisamente, na diocese de Santa Luzia de Mossoró.
Aos menores de idade, recomendo-lhes um dicionário na mão porque poderão escutar algumas palavras que já não se escutam com muita frequência no vocabulário da Igreja de hoje. Palavras, que outrora alimentavam os sonhos e as esperanças dos missionários, como por exemplo: "engajamento, luta, leigos, libertação, participação, pobres, Evangelho, cultura, povo, caminho, etc."
A fala dos quatro padres - inserida dentro de um documentário de 30 minutos - foi registrada por uma equipe de repórteres da diocese de Trento no ano de 1987. Por intermédio de Diego, jornalista da "Vita Trentina", assisti ao vídeo que se encontra no departamento de comunicação da Diocese de Trento.

Internet, tema da segunda conversa com os jovens de Santa Luzia

Olá galera! prontos pra mais uma conversa? Então, vamos lá. Como havia prometido no texto anterior, neste falaria de “Redes Sociais”. Começo, no entanto, furando a promessa por questão de didática, ou seja, falar de Redes Sociais sem antes não ter uma mínima noção da casa (Internet) onde elas moram, seria como querer escrever, sem, primeiro, aprender as letras do alfabeto.
Pra quem já tem alguma base teórica sobre a Internet, talvez, nossa conversa seja um pouco repetitiva. Pra quem a conhece somente do ponto de vista usual/prático, creio que seja interessante e, para quem não gosta de fundamentações teóricas, a leitura não terá fim, por ser longa e complexa. Todavia, como a Internet, na minha opinião, é um divisor de águas para a realização dos nossos projetos, farei questão de dar algumas pinceladas sobre o seu processo de desenvolvimento e, ao mesmo tempo, sobre a revolução que a mesma está provocando na sociedade.Pra início de conversa, direi uma coisa que talvez possa ajudar a mi…

A cultura da participação na era digital

Imagem
Éramos culturalmente alimentados por uma visão de mundo filtrado/criado pela mídia de massa. Essa, por sua vez, era/é controlada pelas corporações de comunicação pertencentes aos detentores dos poderes políticos e econômicos da sociedade. Estando, portanto, os meios de comunicação - jornais, livros, tv, radio - sob o controlo exclusivo de uma "casta" de eleitos, – as pessoas, passivamente, consumiam o conteúdo que tinham acesso.
Compartilhar:
seja publicando fotos engraçadas de cachorros, seja editando na Wikipédia ou escrevendo no blog. A interação dilui lentamente o monopólio excludente do poder que controla os meios de comunicação social, inaugurando assim, um novo mundo mais humano e cooperativo.
Dentro dessa atmosfera e consciente das transformações revolucionárias que a Internet está provocando na área da comunicação, e não somente nela, Clay Shirky escreve mais um livro"Surplus Cognitive”(Excedente Cognitivo) partindo de uma pergunta de fundo: que coisa fazia o h…