A notícia do ano: o nascimento de Sophia


Eu estava escrevendo sobre Hipertexto, interação, informação digital, conteúdos da minha tese, quando, de repente, o Facebook alerta:
"Vanda acaba de entrar na sala do parto. Previsão pra Sophia nascer daqui a pouquinho."
Sério, não acredito Evanúzia, pelo amor de Deus, é verdade?
"Evanda tava na Igreja, sendo madrinha do casamento de Ledjane e Luciano quando começou a sentir as dores do parto. Saiu depressa pro hospital".

Descreveu assim Evanúzia a novidade que me sacudiu do pé à cabeça. Deixei de lado a tese que estava escrevendo, rezei uma ave Maria pra Nossa Senhora do Bom Parto e depois, corri pro Twitter, MSN e Facebook pra espalhar pros amigos a novidade da noite.

E aqui, ainda estou, pensando na minha irmã. Mas, antes que venha alguma novidade, vou curiar a  origem do nome da minha nova sobrinha.
Na internet tem um monte de significados da origem do nome Sophia. Escolho aquele que, na minha opinião, mais se aproxima da verdadeira etimologia.

Êpa, tem origem aqui na Europa, precisamente na Grécia, pelo filósofo Pitágoras, no século V, antes de Cristo. Sophia, na língua grega, significa Sabedoria ou simplesmente, saber. Ela foi desenvolvida junto com a palavra "philos", que significa amizade, amor fraterno e respeito entre os iguais. Portanto, Sophia é a segunda parte do nome "philosophia". Que beleza de nome, viu aí.

Paro aqui. Chegou nova alerta no Facebook. agora sim, uaaaahhhhhhhhh!!!! ohhhh Dio, nasceu, nasceu, nasceu minha sobrinha. Acabo de receber a notícia, dada por minha amiga Edite, neste exato momento, às 00:15 da manhã do dia 5 de dezembro de 2011. Haja coração, emoção a mil, impossível vomitar em palavras, ooooh louco. Minha irmã acaba de parir a mais nova sobrinha. Obrigadooooo Deus, criador e Pai. Seguro-me por dentro pra não gritar bem alto porque senão será um escândalo pra meus companheiros que já dormem, aqui, no apartamento onde moro. Vou pro Twitter e já volto. 

As lágrimas tão melando o teclado, e agora. Gritar não posso, chorar ninguém me impede. Afinal, faz um bem daqueles. Lembro agora de papai que dizia,  "homem que é homem não chora". Já sei que tou ferrado. E agora, que diabo eu sou? Confesso que, de tantas emoções que já vivi, essa é uma das mais profundas. Talvez seja pelo fato de não ter ninguém aqui, nem mesmo os meus amigos. 

Aqui, já é madrugada. Um silêncio infernal. Todos estão dormindo. Paro por aqui, porque não há palavras pra explicar os sentimentos da alma, do coração, encantado com o mistério da vida, com a saudade de minha irmãzinha, da minha família e,  porque não dizer, choro de solidão, esta que, muitas vezes, me faz um bem tremendo, mas que, em certos momentos, como este agora, me deixa completamente tonto. Tudo bem, é a vida. 

Acabo de receber mais notícias. O parto foi normal, minha irmã está bem, Sophia não precisou apanhar pra chorar. Mesmo nascendo dias antes do previsto, ela pesou mais de 3kg. A Paulinha, irmã da recém-nascida, está morta de feliz. Neste momento, está em casa, ela não viu ainda a irmãzinha. 

Já tou zonzo de sono, vou dormir porque daqui a pouco tem a missa da comunidade. Estarei lá com mil razões. Agradecerei publicamente ao nosso Deus, Criador e Pai, (como dizia nosso D. Hélder). 

À nossa querida Sophia, resta-lhe dizer: seja bem-vinda!!!! A tua família te recebe com a maior felicidade do mundo. É uma família simples, mas de um coração afável e maternal. Que Deus a abençoe com muita saúde. 
Um beijo carinhoso em minha irmã Evanda e no meu querido cunhado Valdinho. Muito obrigado por nos presentear mais um tesouro. Deus os abençoe.
Muito obrigado aos amigos que rezaram e compartilharam da nossa alegria, nesta noite mágica.
Um bj a todos, boa noite.

Obs. Memória. No ano passado, vivi algo semelhante com o nascimento de Isaac. Confira aqui e aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE - Festa de Nossa Senhora de Fátima 2014

Por que um meio de comunicação quente é frio? McLuhan explica.

Comunidade x Sociedade