Curso de Redes Sociais na Evangelização



1. Objetivo
Levar os animadores de comunidades, leigos e leigas do ambiente rede, para conhecer, viver, interagir e evangelizar melhor no novo cenário das redes sociais, analisando riscos e oportunidades. 

2. Metodologia
Provocar discussões em torno do tema e interagir de forma colaborativa com os participantes. Juntos construiremos nosso caminho de descoberta e aprendizagem do novo ambiente de evangelização: o continente das redes sociais digitais.

3. Por que participar?
  • Para entender o fenômeno das redes sociais e assim SER Igreja no novo continente comunicacional emergente.
  • Porque o papa, o Vaticano e muitas dioceses e comunidades já estão habitando nas redes sociais;
  • Porque o Brasil é o líder mundial em uso de redes sociais (80 milhões);
  • Porque já somos quase 3 bilhões de pessoas com acesso a internet no planeta;
  • Dos mais de 6 bilhões de aparelhos móveis, 3 bilhões têm acesso à rede;
  • Porque a Igreja quer estar onde estão as pessoas;
4. O que penso e como vivo nas redes sociais?
  • Continuo pensando a Internet com a mesma mentalidade do início do século, quando se caracterizava pelas homepage, e-mails, rede discada.
  • Na primeira fase da Internet, a cultura colaborativa era extinta.
  • Com a segunda fase, que se potencializa com a chegada dos sites de redes sociais e da banda larga, com a explosão dos aparelhos móveis, cria-se uma nova forma mais rápida, barata e popular de acesso a rede.
  • A interação e a colaboração identificam a segunda fase da Internet.
  • As instituições em geral, também a Igreja, veem esse novo modelo comunicativo na rede digital como um desafio. Por quê? Porque muda os paradigmas da comunicação, ou seja, somos convidados a passar da comunicação centralizada, hierárquica para uma comunicação descentralizada e interativa.
  • O novo modelo requer uma nova cultura, nova mentalidade.
  • Na rede, o que conta é o testemunho: você é o que você compartilha.
Por isso, como Igreja que quer ir ao encontro do povo da rede, é importante, antes de tudo, conhecer melhor:
•       O que são redes sociais digitais na cultura 2.0 em gestação;
•       Quais são as causas e as consequências dessa nova sociedade-rede;
•       Por que a Igreja deve viver também nas redes sociais;
•       O que significa e como evangelizar na cultura digital;
•       A partir dessa nova cultura da rede, como traçar novas estratégias de      comunicação em nossas paróquias e comunidades.
•       Saber utilizar as mídias sociais como meios de acolhida, escuta e aproximação da Igreja com o mundo.
•       Analisar algumas experiências de dioceses/paróquias nas mídias sociais para, em seguida, estudarmos a possibilidade de mudança do atual modelo de comunicação (centralizada) para o novo modelo digital/rede (descentralizada).

Realização: PASCOM da Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Assessor: Talvacy Chaves
Local: Igreja de São Francisco, Abolição III, Mossoró
Data: 27 de abril; 25 de maio e 22 de junho
Horário: das 15h às 18h

Obs.: O curso tem 50 vagas, 40 reservadas às pessoas da paróquia de Fátima e 10 para as demais paróquias de Mossoró.
O curso está dividido em três módulos e receberá o certificado somente quem participar do curso integral. A taxa do curso é 1kg de alimento não perecível, entregue na abertura do primeiro módulo.

A Inscrição do curso pode ser feita diretamente aqui ou pelo blog da Paróquia de Fátima.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE - Festa de Nossa Senhora de Fátima 2014

Por que um meio de comunicação quente é frio? McLuhan explica.

Redes socias x comunidades virtuais. Qual a diferença?