Em que mundo você quer viver?


Escrito por Paula Ariadna (na foto com sua mãe), minha sobrinha, de apenas 12 anos de idade.

Essa é a pergunta que vem ao caso, a pergunta que cala a boca e a mente de muitas pessoas.

Em que mundo você quer viver? Num mundo onde violência gera violência e que as pessoas mais ignorantes e perversas são as que saem vitoriosas neste jogo de mundo?

Em que mundo você quer viver? Num mundo onde a falta de sensibilidade e de alma é o que nos rodeia e o que nos consome?

Em que mundo você quer viver? Onde as pessoas se deixam levar pela ganância e pela falta de respeito ao próximo e principalmente ao nosso MUNDO ? Essa pergunta me vem a mente a toda hora. E me pergunto em que mundo você, eu e todos nós queremos viver.

A falta de humanidade e de sensibilidade consomem as pessoas de hoje, a ganância e os desrespeitos, a ignorância e a perversidade. Podemos tomar como exemplo com excesso de insensibilidade humana, os impactos ambientais! O que é isso?! O meio ambiente de hoje vem sofrendo alterações por causas injustas e impróprias, a ignorância e a ganância são fatos que levam o homem destruir nossa fauna e nossa flora.

Como podem ser deixados levar por tanta desumanidade?Como podem ser tão cruéis e perversos? Isso eu não entendo! Eu sinto necessidade de viver, de respirar, de sentir aquele cheirinho gostoso de ar, de vida, de liberdade... Muitas pessoas chegam pra mim e dizem: "O lugar onde você mora é lindo, é perfeito... Tem aquela paisagem que dá gosto de se olhar!" . Sim, eu me sinto honrada por ter tudo isso, todo esse mundo ao meu redor. Mas vez em quando eu me pego sentindo aquele cheiro de coisa queimada, de folha e de árvore sendo destruída... Então levanto minha cabeça rapidamente pra olhar em volta. Vejo, e mais uma vez sou surpreendida com aquela fumaça enorme no ar. Então vou pro meu quarto e reflito...

Em que mundo queremos viver? Onde a poluição toma conta de tudo, de absolutamente tudo. Eu sinto necessidade sim de viver, eu e todos nós sentimos... Mas sinceramente, não dá pra respirar fumaça! Mas... E quando a gente crescer? E quando nós tivermos os nossos filhos? O que iremos dizer para eles? O que iremos guardar da nossa natureza pra eles? Qual exemplo que vão tomar?

Eu me desespero e em um profundo silêncio, depois de tanto pensar, as lágrimas dos meus olhos escorrem. Agora, nem pra abrir a janela do meu quarto e aproveitar e explorar da coisa linda que é a paisagem da natureza dá mais. Eu choro mais ainda.

A criação de Deus está sendo devastada, está sendo levada pela ignorância e pela falta de coração. A natureza que digo, é a natureza no geral. E os animais não se safam dessa não. Infelizmente.

Na rua, vejo os cãezinhos abandonados, vejo eles largados na rua sem ter o que comer, sem ter quem dê carinho e nem amor. Muito pelo contrário, eles tem um enorme desprezo e abandonam dos únicos que podiam dar amor e carinho para eles. Me dá uma vontade de trazer todos eles, todos aquele cãezinhos e animais pra casa e cuidar deles muito bem. Cuidar o tempo todo, se dedicar totalmente! Mas eu não posso, eu não tenho como. Então a única coisa que posso fazer é olhar para eles e fazer carinho, mas quando meu pai ver eu brincando com os pobres animais já me puxa pelo braço e me diz com uma cara de bravo que é pra eu sair dali.

Eu me despeço dos animaizinhos dando tchau com a mão, mas fico muito triste em não poder fazer mais nada e pelo fato das pessoas maltratarem eles, maltratarem de uma forma desumana demais! Ou então quando saio pra rua e vejo aquele cachorrinho querendo pegar o resto da carne que tem no chão, uma pessoa chuta o pobrezinho do animal ou então apedreja ele. Fico com vontade de chingar e de maltratar aquela pessoa também, mas sei que isso é errado... Eu não posso fazer isso!Vou pra casa mais uma vez e me pego a chorar.

Em que mundo você quer viver? O mundo em que as pessoas querem viver eu não sei, aliás... eu sei sim, sei um pouco. Agora, no mundo em que eu quero viver... Ah! Isso eu sei muito bem.

Quero viver em um mundo onde a paz esteja por todo lugar principalmente. Onde as pessoas ajudem uns aos outros e não sejam gananciosas. Onde os humanos cuidem bem da natureza e dos animais. Ah, e para isso eu quero crescer na vida, e para crescer na vida tenho que ver meus conceitos, estudar para ser um alguém GRAAANDE, um alguém muito GRANDE, e tentar cuidar de tudo e de todos. Então se questione.

Em que mundo você quer viver? Pense e reflita, e veja qual o seu resultado. Então... eu vou lá, vou estudar pra ser GRANDE.*-*

Comentários

  1. Eu também choro e muito ao me deparar com cenas assim com respirar fumaça,ver cãezinhos abandonados e maltratados,só de imaginar como vai ser o futuro dos meus futuros filhos,netos,...
    enfim,isso tudo me corta o coração e também me pego a chorar...

    ResponderExcluir
  2. Eu também me pego a chorar por um mundo em que o esposo ama sua mulher e não a troca, por pais que amam seus filhos e lhe dêem tempo com eles, por famílias que se reúnem sempre à mesa, por menos discussão e mais compreensão, mais dedicação. Enfim esse é o mundo que eu quero viver. Mas não existe. Então me pego a chorar também!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE - Festa de Nossa Senhora de Fátima 2014

Por que um meio de comunicação quente é frio? McLuhan explica.

Comunidade x Sociedade