O Papa diz que a Europa precisa do Cristianismo

Bento XVI recordou este Sábado o 20.º aniversário da queda dos regimes totalitários no Leste europeu, defendendo que após as profundas mudanças políticas, que transformaram o continente, a Europa precisa do Cristianismo.

Num discurso centrado no tema da liberdade e da busca da verdade, o Papa disse que a Europa é mais do que um continente, “é uma casa”.

Após afirmar a clara distinção entre as esferas política e religiosa, o Papa enfatizou “o papel insubstituível do Cristianismo para a formação da consciência de cada geração e para a promoção de um consenso ético de fundo, ao serviço de cada pessoa que chama «casa» a este continente”.

O Papa concluiu o dia com a celebração de Vésperas, diante de cerca de 2400 pessoas, entre Bispos, padres, religiosos, religiosas, seminaristas e representantes de movimentos laicais. Na sua homilia, Bento XVI destacou a história cristã do país, com o testemunho de mártires ao longo dos séculos, em especial nas décadas do regime comunista.

Estes, disse, resistiram com “heróica firmeza” à ditadura , sacrificando a sua própria vida.

Aos católicos de hoje, Bento XVI disse que "amar Cristo e os irmãos deve ser característica de cada crente e de cada comunidade”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE - Festa de Nossa Senhora de Fátima 2014

Por que um meio de comunicação quente é frio? McLuhan explica.

Comunidade x Sociedade