Consequência do colonialismo de ontem e do imperialismo de hoje

Um fenômeno desumano, esquecido propositadamente pela imprensa convencional. Semanalmente chegam à costa européia embarcações em péssimas condições, superlotadas de africanos, na busca de algum trabalho para poderem sobreviver em condições menos penosas em relação às que enfrentam nos seus países de origem.

A europa os rejeita. São violentamente obrigados a retornarem na mesma embarcação. A Itália e a Espanha, sobretudo, nesses últimos meses, com suas políticas envenenadas de racismo e de xenofobia, vêm agindo de forma desumana, ferindo abertamente a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A realidade africana é manchete diariamente na imprensa. A fome, o descaso político, as religiões fundamentalistas, as epidemias. Pergunta-se, cadê a Europa, a sugadora das riquezas daquele grande continente até pouco tempo, que não se sensibiliza com os seus ex-colonizados.

Algo similar aconteceu nesta semana com imigrantes haitianos, que tentaram chegar aos Estados Unidos em embarcação irregular. Essa afundou, dezenas morreram ás costas dos USA.

A Itália, considerada uma nação civilizada e rica, reflete na sua política, no seu povo e na sua cultura, uma aversão aos imigrantes, e, sobretudo, aos negros. Os resquícios do fascismo são reais na política do atual ministro, Silvio Berlusconi, em que, exclui os imigrantes dos direitos fundamentais, como, o acesso à saúde, à educação e ao trabalho.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONVITE - Festa de Nossa Senhora de Fátima 2014

Por que um meio de comunicação quente é frio? McLuhan explica.

Redes socias x comunidades virtuais. Qual a diferença?